7 Exercícios para Manter a Mente Ativa e Saudável​

Por Equipe HPVB em

7 Exercícios para Manter a Mente Ativa e Saudável​

Descubra como manter a sua mente ativa com exercícios fáceis de praticar.

É possível manter a mente ativa?

Graças aos estudos da neurociência e a descoberta da neuroplasticidade, hoje sabemos ser possível fazer exercícios para manter a mente ativa.

Portanto, é possível prevenir a perda de memória, aumentar a agilidade e a capacidade mental.

7 Exercícios para Manter a Mente Ativa e Saudável​

O que é neurociência e neuroplasticidade?

Veja as definições em seguida:

♦ Neurociência consiste no estudo sobre o sistema nervoso e suas funcionalidades, além de estruturas, processos de desenvolvimento e alterações que possam ocorrer no decorrer da vida.

♦ Neuroplasticidade refere-se a capacidade do sistema nervoso de mudar, adaptar sua estrutura e função quando sujeito a novas experiências e ao longo do desenvolvimento neuronal.


A Mente é Ativa

Primeiramente, o simples fato de estar vivo, reagindo a estímulos, faz com que a mente se mantenha ativa.

Além disso, quando passamos por experiências novas o cérebro desenvolve novos padrões de atividade neuronal.

Isso faz com que as nossas capacidades evoluam, alterando as nossas ações, gerando novas crenças bem como reforçando ou enfraquecendo crenças antigas.

Todavia, nosso cérebro também permite que as conexões cerebrais sejam enfraquecidas ou até mesmo apagadas, como foi constatado por pesquisadores da Universidade de Wisconsin-Madison, nos EUA.

Em sua pesquisa constataram que os ratinhos de seu experimento, logo após dormirem eliminaram 18% das sinapses.

Aliás, ao contrário da crença popular, o declínio mental que a maioria das pessoas experimenta não é devido à morte constante das células nervosas.

Inúmeros cientistas estudaram essa questão, como Stephen Buell, Dorothy Flood e Paul Coleman, eles descobriram que a maioria das células nervosas não muda muito, mesmo na idade avançada.

Então, é provável que a maioria das células nervosas que você tinha aos 25 anos, ainda estarão vivas aos 70 anos.


Porque acontece a falha na memória e a perda da agilidade mental?

Primeiramente, isso acontece devido à redução do número e complexidade das dendrites, que são os prolongamentos ramificados das células nervosas.

Mas, o que fazem as dendrites?

As dendrites recebem as informações através de conexões chamadas sinapses.

Ao passo que elas recebem e processam as informações das outras células nervosas, formam a base da memória.

Quando essas conexões não estão ligadas corretamente, as dendrites podem se atrofiar, assim como acontece com a nossa musculatura.

Dessa maneira, a capacidade do cérebro de incluir novos dados na memória e a recuperação de memórias antigas pode ser reduzida ou dificultada.

Logo, as células nervosas precisam se comunicar para ficarem saudáveis.

Durante muito tempo se pensou que as dendrites só podiam crescer no cérebro de crianças, entretanto, em publicação da Science Magazine, cientistas viram que os neurônios velhos podem desenvolver dendrites para compensar perdas.

Portanto, tudo indica que muitos neurônios conservam a capacidade de crescer até tarde na vida.

Certo, vamos agora então ao que interessa “Como manter a mente ativa”.


Como manter a mente ativa?

SIM, se você leu o texto até aqui, já sabe que de fato é possível fazer a mente manter-se ativa e evoluir em qualquer idade da vida.

Primeiramente, os exercícios para manter a mente ativa mais conhecidos atualmente são aqueles provenientes da neuróbica.

A neuróbica consiste em exercícios para o cérebro e seu fortalecimento, baseados em pesquisas atuais da neurociência.


O que faz com que os exercícios mentais sejam neuróbicos?

Durante o dia seu cérebro é ativado pelos seus sentidos a todo instante.

mas, você se depara sempre com novos estímulos, então, porque estas atividades não são neuróbicas?

Para começar, nem tudo que é novo provoca o tipo de estimulação necessária das células nervosas para que ative novos circuitos cerebrais e neurotrofinas.


Neurotrofina: Família de proteínas que induzem a sobrevivência, desenvolvimento e a função dos neurônios.


Veja este exemplo em seguida:

Digamos que você sempre escreve com caneta, mas, um dia opta por escrever tudo a lápis, quebrou a rotina e está fazendo algo novo, porém, uma mudança tão pequena não resultaria em uma nova e importante associação sensorial.

Agora, imagine que a decisão seja de escrever com a outra mão.

Se você for destro, está habituado a escrever sempre com a mão direita.

Quando você se esforça em escrever como um canhoto, a vasta rede de conexões, circuitos e áreas do cérebro envolvidas em escrever com a mão que quase nunca foi usada é então ativada.

Assim, o seu cérebro é desafiado com uma nova tarefa, em outras palavras, absorvente, desafiadora e possivelmente frustrante.


3 Elementos que fazem com que o exercício mental seja neuróbico

  1. Envolver um ou mais dos seus sentidos num novo contexto;
  2. Uma atividade que seja inesperada e não trivial;
  3. Concentrar sua atenção.

Então, Atenção!

Veja em seguida os exercícios comprovados para manter a mente ativa.


7 Exercícios para manter a Mente Ativa

O corpo e o cérebro precisam de um equilíbrio de atividades.

Felizmente as rotinas comuns têm diversas opções de ativar seus sentidos de maneira extraordinária.

Mas, lembre de não tente utilizar os exercícios para manter a mente ativa em todas as atividades do dia.

Prefira escolher um ou outro exercício e pratique-o no máximo 1 vez ao dia, assim, não vai torná-lo rotineiro.

Como qualquer programa de exercícios você precisa ter consciência sobre as suas limitações físicas e se achar necessário consulte um especialista.

Veja aqui a diferença entre atividades físicas e exercícios.

Preparado para descobrir como manter a mente ativa?


1. Escove os dentes com a outra mão


Escove os dentes com sua mão não preferencial, use-a inclusive para abrir a pasta de dente e colocar na escova.

Mas, tome cuidado para não deixar que a tampa da pasta caia no ralo da pia não é mesmo?

Você pode substituir essa atividade por qualquer outra que você executa de manhã, como, por exemplo:

  • Pentear o cabelo;
  • fazer a barba (cuidado especial para não se cortar);
  • maquiagem
  • entre outras…

Benefícios

Pesquisas mostram que este tipo de exercício em geral resulta em uma rápida e substancial expansão dos circuitos nas partes do córtex que controlam e processam as informações táteis da mão.

Dessa maneira este exercício faz com que você use o lado oposto do cérebro, no lugar do lado que você costuma usar.


2. Introduza novidades

Altere a ordem ou os itens de acontecimento do seu dia a dia. Veja em seguida alguns exemplos:

  • Varie a ordem de sua rotina habitual (por exemplo, vestir-se depois do café ao invés de antes)
  • Se normalmente toma seu café com pão, substitua por outra coisa como, por exemplo: frutas, mingau, panqueca ou quem sabe tome apenas um chá.
  • Leve seu cachorro para passear em lugares diferentes ou então altere o caminho de seu trajeto de caminhada matinal.

Benefícios

Estudos feitos com imagens do cérebro mostram que novas tarefas ativam grandes áreas do córtex, por isso indicam grandes níveis de atividades cerebrais em várias áreas distintas.

Mas lembre que este efeito diminui no momento em que a atividade se torna rotineira ou automática demais.


3. Seja sociável

Não perca oportunidades de socializar, seja na ida para o trabalho, no trabalho, na volta para casa, bem como ao sair para se divertir.

Exemplo:

  • Ao parar no posto de gasolina para abastecer converse com o frentista.

Pare em algum lugar diferente para tomar um café e fale com pessoas desconhecidas, sorria neste lugar e repare o efeito contagiante que um sorriso pode causar.

Caso tenha desconforto de falar em público leia nossa matéria sobre como falar em público com confiança.


Benefícios

Pesquisas científicas mostram que a ausência de convívio social causa severos efeitos negativos na capacidade cognitiva geral.

A fundação MacArthur confirma que manter ações sociais é importante para a saúde mental.


4. Experimente alimentos tampando o seu nariz

Experimentar alimentos variados tampando o nariz é um ótimo exercício para manter a mente ativa.

A maior parte do que chamamos de paladar depende, na verdade, do olfato.

Portanto, tampando o nariz, você coloca em destaque as informações básicas do paladar e as indicações táteis.

Dessa maneira você passa a perceber a comida, suas texturas bem como consistências na boca e na língua.


Benefícios

As papilas gustativas sentem o gosto de doce, salgado, azedo, amargo, adstringente e metálico.

Então, ao experimentar um alimento com base nessas qualidades, sem sentir o sabor que vem da estimulação olfativa, você usa diferentes circuitos cerebrais.


Curiosidade:

Pessoas com sinusite ou rinite e que por isso estão quase sempre com o nariz entupido, em geral, reparam mais nas texturas e consistência dos alimentos.

Agora você já sabe porque isso acontece.


5. Exercícios neuróbicos musicais

Exercícios para manter a mente ativa - Instituto Mente Ativa

Esses exercícios para manter a mente ativa são realmente fáceis de fazer e podem inclusive ser muito divertidos.

  • Leia um livro em voz alta e depois tente contar novamente o assunto sem ler;
  • Ouça uma música e tente adivinhar os instrumentos (jazz e blues são ideais para essa atividade);
  • Cante musicas que você gosta (pode ser no banho);

Benefícios

Cantar e ler em voz alta, além de liberarem endorfina promovem a interação entre o lado direito e esquerdo do cérebro, aliás, ativa circuitos que quase não são usados.


6. Viajar ao acaso

Exercícios para manter a mente ativa - Instituto Mente Ativa

Saia de carro para passear sem um plano definido, seja com a família ou com amigos.

Cada passageiro se reveza na sugestão do que fazer e para aonde ir em seguida.

“Pare aqui”

“Vire a esquerda agora”

“Vamos atravessar aquele campo”

No passeio faça caminhos que você não costuma fazer, pegando ruas e trajetos que não segue, em geral, assim, você aumenta as experiências sensoriais e sociais do trajeto.


Benefícios

Na maioria das vezes em que você anda de carro tem um destino determinado, ou seja, um trajeto rotineiro para utilizar.

Portanto, ao não ter certeza do caminho, do destino seguinte, de onde vai parar ou mesmo como vai fazer para voltar, seus circuitos cerebrais envolvidos na atenção registram todos os novos estímulos sensoriais ao redor.

Dessa forma, tanto você quanto as outras pessoas no carro estarão ganhando habilidades de navegação especial.

Você pode fazer essa atividade sozinho, entretanto, ao dividir a experiência com amigos ou com a família ela pode se tornar mais prazerosa e mais divertida.


7. Mude um pouco as coisas

Exercícios para manter a mente ativa - Instituto Mente Ativa

Este exercício para manter a mente ativa é muito simples, eficaz e curioso, afinal você vai perceber quantas vezes realiza ações sem usar a mente consciente, simplesmente sem pensar.

Ao mudar as coisas de lugar o seu cérebro deve se readaptar para encontra-las e utiliza-las.

Por exemplo, troque o relógio de pulso e repare quantas vezes você vai olhar as horas no pulso sem o relógio.

Ao incentivar o cérebro nesse processo de localização você vai ativa-lo e treina-lo.

Só para ilustrar algumas atividades:

  • Mude as pastas e ícones da área de trabalho do computador de lugar;
  • Altere o lugar das roupas no seu armário;
  • Estacione o carro em lugares diferentes;
  • Mude as coisas de lugar na geladeira;

Benefícios

Ao mudar a localização de objetos familiares, aqueles que você normalmente pega sem pensar, você reativa as redes de aprendizado espacial.

Incrível, não é mesmo?

Áreas visuais e sensoriais do cérebro voltam a funcionar com o fim de reajustar mapas internos.


Os exercícios para manter a mente ativa

Primeiramente, se você gostou destes exercícios de neuróbica coloque-os em prática, essa é a parte mais importante para aproveitar todos os benefícios de ter uma mente ativa.

Aliás, se quiser aprender um pouco mais, indicamos nossa matéria com os treinamentos mentais da elite da marinha americana, nela você vai encontrar técnicas incríveis para regular suas emoções e ter mais sucesso em sua vida profissional e pessoal.

Espero que tenha gostado dos exercícios para manter a mente ativa, até a próxima!


Fontes:

CHELLES, Rita de Cássia Ferreira. Neuróbica, ginástica para o cérebro: levantamento do atual estado da arte deste tema. 2012. 21 f. Trabalho de conclusão de curso (licenciatura – Pedagogia) – Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2012. Disponível em: <http://hdl.handle.net/11449/118661>.

Katz, Lawrence C. Mantenha o seu cérebro vivo: exercícios neuróbicos para ajudar a previnir aperda de memória e aumentar a capacidade mental / Lawrence C. Katz, Manning Rubin ; tradução de Patrícia Lehmann. – Rio de Janeiro : sextante, 2000. Tradução de: Keep your brain alive ISBN 85-86796-59-x 1.Cérebro. 2.Memória – Fatores etários. 3.Exercícios cerebrais. I. Rubin, Manning. II. Título


0 comentários

Deixe seu comentário