fbpx

Como aumentar a segurança pessoal e familiar nas 3 áreas fundamentais

Por Equipe HPVB em

Como aumentar a segurança pessoal e familiar nas 3 áreas fundamentais

Sim, é possível aumentar a segurança pessoal e familiar, nesta matéria você vai descobrir como isso funciona e de que modo você pode utilizar este conhecimento a seu favor.

Se você não sabe o que realmente significa segurança ou segurança pessoal e familiar, recomendamos que leia primeiro essa matéria:

Nela você vai descobrir não apenas o que é segurança, mas, todos os outros tipos de segurança podem influenciar na sua segurança pessoal e familiar

Agora, se você já sabe o que é segurança pessoal/familiar e seu objetivo é descobrir como aumentá-la, continue lendo essa matéria.

Como aumentar a segurança pessoal e familiar nas 3 áreas fundamentais

Navegue pela matéria

Como aumentar a segurança pessoal e familiar

Se você está aqui, provavelmente já deve saber que segurança pessoal e familiar é responsável por cuidar da integridade física, mental e moral das pessoas.

Sendo assim, o primeiro passo para saber como aumentar a segurança pessoal e familiar é conhecer os possíveis riscos que são recorrentes na vida pessoal e familiar.

Separamos uma lista de riscos para segurança pessoal e familiar nas 3 áreas fundamentais, você pode conferir estes riscos na nossa matéria:

Lembre de considerar que a integridade mental muitas vezes é afetada quando ocorrem danos a integridade física e moral, sendo assim, torna-se ainda mais importante pensar na segurança de modo integral.

Sendo assim, o que você vai conferir agora é como aumentar a segurança pessoal e familiar em cada uma dessas áreas.


1ª Área: Como aumentar a segurança pessoal e familiar na área da Integridade física – 5 Partes

Segurança é a experiência de ausência de risco e/ou sentimento de previsibilidade e certeza sobre o futuro.

Logo, o que vamos ensinar aqui são formas de evitar os riscos da segurança pessoal e familiar citados acima, bem como te mostrar formas para que você tenha maior previsibilidade e certeza sobre o futuro da sua segurança.


(1) Como aumentar a segurança pessoal e familiar evitando a alimentação contaminada

Como falamos anteriormente, alimentação contaminada é um grande risco para sua integridade física, bem como, de sua família, afinal, vocês provavelmente comem todos os dias.

Para evitar a contaminação nos alimentos é fundamental conhecer mais sobre os tipos de contaminação, assim, vai saber do que precisa se proteger.

Os perigos na alimentação são:

  • Riscos Biológicos (bactérias, fungos, vírus)
  • Riscos Físicos (pedaços de metal, borracha, cacos de vidro, areia, etc.)
  • Riscos Químicos (químicos tóxicos, metais pesados, lubrificantes, etc.)

Todos estes riscos podem ser responsáveis por causar danos no organismo.

Separamos aqui 5 dicas para evitar estes riscos.

  1. Procure fazer sua própria comida assim você saberá o que foi colocado nela, bem como terá conhecimento e segurança sobre seu preparo.
  2. Evite a contaminação cruzada tendo práticas de higiene corretas.
  3. Antes de comer algo que você não preparou avalie com seu olfato e visão se tem algo estranho para saber se vale a pena arriscar sua saúde.
  4. Danos a integridade física por meio dos alimentos podem ocorrer a médio e longo prazo, procure uma alimentação saudável para evitar problemas como excessivo de gordura, diabetes, etc.
  5. Lembre que nem só a comida oferece riscos, você também consome líquidos diariamente, eles também podem oferecer riscos, sendo assim, procure saber a procedência da água que você consome.

Seguindo essas recomendações seus riscos com a alimentação serão muito menores, além disso, você terá um sentimento de previsibilidade ou certeza sobre sua segurança futura muito maior.

Nós falamos mais sobre a importância da alimentação e como cuidar dela no 4° Episódio do Projeto Maslow, vale conferir.


(2) Como aumentar a segurança pessoal e familiar evitando a Instabilidade financeira

Sim, a instabilidade financeira também coloca sua segurança pessoal e familiar em risco, entretanto não tão diretamente como a alimentação.

A instabilidade financeira é um risco, pois, dependemos de dinheiro para diversas questões básicas de segurança como: ter um lugar para morar, conseguir alimentos ou mesmo pagar por medicamentos quando necessário.

Sem ter como arcar com estes custos, naturalmente a segurança da integridade física entra em riscos.

Afinal o individuo pode passar por problemas de saúde sem ter condições de os tratar, sua alimentação pode ficar comprometida, bem como sem acesso ao dinheiro pode acabar sem um teto e assim propenso a sofrer com a falta de abrigo e as intempéries do clima.

Para evitar estes problemas seguem 5 dicas:

  1. Tenha um trabalho estável: isso vai evitar que você corra o risco de não conseguir garantir suas necessidades básicas, oferece certo grau de previsibilidade ou certeza sobre seu futuro financeiro, além disso, com organização você será capaz construir uma reserva de emergência.
  2. Descubra como fazer rendas extras: dica é muito útil em momentos de aperto, saber produzir algo e vender pode não ser tão difícil e certamente vai te ajudar, lembrando que até mesmo coisas que você não usa mais, podem ser facilmente vendidas hoje em dia na internet.
  3. Construa uma reserva de emergência: Quanto maior o tamanho da sua reserva, maior é a emergência que ela pode te salvar, entretanto, pouco é melhor que nada, existem muitos casos de pessoas que quebraram financeiramente e que apenas com sobras deram a volta por cima.
  4. Aprenda como investir seu dinheiro de forma segura: Uma vez conseguindo construir uma reserva de emergência se torna muito importante saber investir, afinal, assim você evita que seu dinheiro seja desvalorizado pela inflação, tem diversos sites para investir, fique ligado.
  5. Pense onde pode conseguir um empréstimo em último dos casos: Pegar empréstimos raramente é uma boa opção, afinal, não é apenas um dinheiro emprestado, no fim das contas você vai precisar devolver mais do que pegou. Entretanto, em alguns casos pode ser a melhor alternativa, como pode ocorrer caso você sofra algum problema de saúde.

Vale lembrar que todas essas dicas não foram pensadas para que você enriqueça ou se torne até mesmo um milionário, mas sim, no que diz respeito a segurança da sua integridade física e de sua família.

Ou seja, foram elaboradas de modo que você consiga evitar riscos e tenha certa previsibilidade ou certezas sobre seu futuro financeiro.


(3) Como aumentar a segurança pessoal e familiar em exposições de risco no trabalho

Cada trabalho, por mais simples que seja, tem os seus riscos.

Por mais que você trabalhe o dia inteiro sentado em uma cadeira mexendo no computador a sua integridade física também corre riscos, neste caso, por exemplo, sofrer dores na lombar, tendinites ou mesmo problemas de vista.

Sendo assim, se você e ninguém da sua família quer sofrer danos a integridade física proveniente do trabalho diário, se atente a essas dicas:

  1. Procure trabalhar de modo ergonômico, ou seja, em posturas adequadas e que evitam danos por longo período em determinada postura ou danos por movimentos repetitivos.
  2. Utilize os EPIs corretamente, os EPIs são os equipamentos de proteção individual, se você deseja estar com sua integridade física segura, então, considere usar os equipamentos de proteção. Cada tipo de trabalho terá algo que pode ser usado para evitar danos, pesquise, seja criativo e descubra os melhores para você.
  3. Faça medidas de compensação: Isso pode prevenir diversos problemas que atingem a integridade física, medidas de compensação são atividades físicas opostas aquelas que você faz no seu trabalho, ou seja, se passa muito tempo sentado, procure levantar de vez em quando, sendo o oposto também válido.
  4. Utilize o Mindfulness a seu favor: O mindfulness é uma forma de meditação também conhecida por atenção plena, ela é indicada para ser usada em seu trabalho para que você esteja atento e evite acidentes, além disso, ele também será útil para evitar o estresse ou a ansiedade.
  5. Caso haja uma CIPA em seu trabalho siga as recomendações: Cipa é a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, se você quer manter sua integridade física evitando acidentes, será inteligente seguir as recomendações.

Existem sim, riscos no trabalho, alguns mais sérios, outros mais leves, independente do nível do risco, você tem a sua disposição formas de minimizá-los.

Tendo assim, a oportunidade de ter uma experiência de trabalho com ausência de riscos e/ou sentimento de maior previsibilidade, ou certeza sobre o futuro da sua segurança com seu trabalho.


(4) Como aumentar a segurança pessoal e familiar evitando roubos ou vandalismo no seu patrimônio físico

Estamos nos referindo a roubos ou vandalismos no patrimônio “físico” porque danos ao patrimônio digital geralmente não colocam em risco a sua integridade física e sim psicológica ou moral.

Além disso, vale considerar que roubos ou vandalismos no patrimônio físico assim como a insegurança financeira não vão causar danos diretamente a sua integridade física, afinal, o dano é focado no patrimônio.

Entretanto, não é raro sobrarem agressões a integridade física de pessoas que estão em contato com seu patrimônio, seja dentro de seus carros ou casas.

Neste caso, separamos 5 dicas para evitar que você sofra algum tipo de dano a sua integridade física, elas estarão descritas em seguida, confira:

  1. Utilize a localização a seu favor: É amplamente conhecido que a criminalidade varia geograficamente, então se você quer evitar se expor a situações de danos a seu patrimônio que podem decorrer em danos a sua integridade física, tenha sua casa em um local de maior segurança, bem com, deixe seu carro em lugares mais seguros.

    Observação: Caso você seja novo em uma cidade ou bairro, procure se informar com outros moradores da região, sobre os lugares mais seguros e aqueles a evitar.
  2. Evite uma aparência de ostentação: Essa teoria vem da ideia que, quanto menos você parecer ter o que roubar, menos você será roubado, seja tendo consigo menos itens ou itens de menos valor.

    Um exemplo disso é a tradicional técnica da câmera velha usada por viajantes, eles compram câmeras novas para viagem, porém, antes de viajar grudam esparadrapos levemente sujos na câmera de modo a parecer que ela é velha e possivelmente defeituosa.

    A relatos de câmeras assim, serem esquecidas em locais movimentados e ao voltar a câmera estar exatamente no mesmo lugar.
  3. Passe a imagem de alvo difícil: Enquanto a estratégia anterior vence o criminoso por meio do desinteresse, a imagem de alvo difícil pode vencer o bandido por meio de uma impressão de trabalho excessivamente difícil.

    Na prática, isso significa utilizar o máximo de recursos de segurança patrimonial, ou seja, desde alarmes de segurança, serviços de vigilâncias, cercas elétricas, cães agressivos, muros altos, grades e correntes.

    Algumas dessas estratégias estão disponíveis apenas para residências, outras são possíveis de serem utilizadas inclusive em veículos.
  4. Utilize o conceito de camadas: Assim como uma cebola, o conceito de camadas é pensado de forma a criar camadas de segurança entre você, sua família e um possível agressor.

    Ele funciona de forma a você estudar sua posição atual e entender como um possível agressor chegaria até você, por que barreiras ele teria que passar, por exemplo: se portão de casa, depois a porta de sua casa, por fim a porta de seu quarto.

    É feito então um plano de ação para cada uma das formas de acesso a você e sua família, pensando em coisas como:

    Se minha propriedade começar a ser invadida o que eu faço?

    Para qual comodo eu vou?

    Por onde posso abandonar minha residência e realizar uma chamada para polícia enquanto estou em segurança fora da área do roubo?
  5. Reagir pode ser a pior alternativa: Considerando que estamos falando sobre defesa da sua integridade física, apesar de estarmos dentro do quesito de vandalismo e roubos ao patrimônio, reagir é provável que sja a pior alternativa.

    Afinal, o interesse nestes crimes é o patrimônio em si, caso você encontre uma forma de evitar o contato com o bandido, dificilmente sua integridade física será afetada de alguma forma.

    Se perder algum bem, com o tempo você terá oportunidade de adquiri-lo novamente, por outro lado, a sua vida e de sua família é uma só.

(5) Como aumentar a segurança pessoal e familiar evitando violências pessoais por múltiplas causas

Diferente do risco oferecido por vandalismos e roubos ao patrimônio, violências pessoais por múltiplas causas tem um risco muito maior a sua integridade física.

Isso porque antes falávamos sobre um foco em danos ao patrimônio, sendo agora, na violência pessoal por múltiplas causas, foco é o dano a pessoa.

Não é agradável pensar no ser humano promovendo algum tipo de violência, entretanto, isso eventualmente acontece.

Essas violências na maior parte das vezes são verbais, não afetando sua integridade física, tendo normalmente maior efeito sobre a integridade mental e moral.

Por outro lado, discussões e desavenças podem resultar em agressões físicas, seja por conta de questões amorosas, políticas, etc.

Ainda mais quando o agressor sob efeito de algum tipo de droga o deixando ainda mais violento.

Então, para evitar mais esse risco a sua integridade física e de sua família, confira as 5 recomendações que separamos para você:

  1. Aprenda a reconhecer sinais alterados de humor: Pelas expressões faciais é possível identificar se um individuo está manifestando algum tipo de sentimento agressivo, nestes casos busque se afastar.

    Para aprender mais sobre as expressões das emoções no comportamento facial, recomendamos o livro: O Código de Ekman – O Cérebro, a Face e a Emoção, do maior especialista do mundo em expressões faciais.

2. Evite discussões desnecessárias: Você tem uma opinião, o outro pode ter outra, antes de deixar os ânimos ficarem exaltados e darem risco para um desentendimento que pode resultar em agressão, pense bem se essa discussão vale colocar sua integridade física, ou a de sua família em risco.

3. Esteja acompanhado de mais pessoas: A chance de alguém mexer com um grupo é muito menor do que a de importunar alguém que está andando sozinho ou mesmo a dois.

4. Tenha um porte atlético: Ter um físico forte faz efeito similar ao conceito de alvo difícil citado anteriormente, afinal, mexer com você daria muito trabalho e poderia resultar em perdas paro agressor, na dúvida existe uma boa chance dele desistir.

Além disso, caso você esteja sozinho, uma boa condição física pode servir para que você consiga correr de um eventual momento de risco, afinal, seu objetivo não é brigar e sim evitar um confronto que pode gerar riscos a sua integridade física, menos ego, mais inteligência.

5. Saiba técnicas de autodefesa corporal: Essa estratégia deve ser utilizada em último caso, apenas se não houver outra alternativa além de se defender das agreções proferidas.

Saber se esquivar de ataques do agressor e imobilizá-lo pode ser a única possibilidade se você estiver preso em algum lugar junto ao agressor e precisa esperar ajuda ou mesmo a polícia chegar.

Existem diversas academias que oferecem aulas de autodefesa, além disso, para aprender técnicas de imobilização o jiu-jitsu é muito utilizado.

Além de tudo que você viu aqui, vale considerar que nem toda violência com sua integridade física será intencional, você pode sofrer uma violência física sem intenção, como ocorreria em um acidente no trânsito.

Para evitar estas situações uma visão de defesa em camadas e o Mindfulness podem ajudar, ambos citados anteriormente.


2ª Área: Como aumentar a segurança pessoal e familiar da Integridade mental – 6 Partes

Agora que você já sabe como aumentar a segurança pessoal e familiar no quesito da integridade física, chegou a hora de descobrir como melhorar a segurança da sua integridade mental e de sua família.

Vamos lá?


(1) Como aumentar a segurança pessoal e familiar evitando o bullying

Apesar de muita gente associar o bullying a crianças, o bullying é algo que pode correr também na vida adulta, mas, o que ele é então?

Bullying é uma palavra inglesa que em português, é entendida como ameaça, tirania, humilhação, maltrato, intimidação, ou seja, está sempre vinculada a uma situação de violência.

Como falamos, o bullying pode estar presente na infância, entretanto também se manifesta na vida adulta em qualquer contexto social, como na família; entre vizinhos; nos locais de trabalho; na faculdade; em ambientes religiosos, etc.

O bullying pode ou não chegar em uma agressão física, quando isso se dá, as icas mais recomendadas são as do tópico anterior: Como aumentar a segurança pessoal e familiar evitando violências pessoais por múltiplas causas.

As recomendações que daremos em seguida tem o objetivo de aumentar a sua segurança mental ou de sua família em atos de bullying.

  1. Aprenda a utilizar a teoria ABC de Albert Ellis e ensine de modo didático essa teoria, na prática, uma das coisas que você ganha com isso é uma blindagem quanto a opinião dos outros, o que pensam e podem dizer para você diz respeito apenas a eles e não vai mais te atingir.

    Além disso, essa teoria vai ajudar a vencer possíveis crenças limitantes que fazem que você sofra desnecessariamente.
  2. Bullying não é brincadeira, leve a sério: Casos de bullying em sua grande maioria passa do que seria considerado um mau comportamento, em sua maioria, bullying incluem crimes a moral como injúria, calúnia e difamação, isso quando não existem agressões a integridade física.

    Se o bullying for um crime, trate como um caso criminoso, procure autoridades e resolva sua situação na justiça, assim você evita riscos desnecessários em tentar resolver a situação sozinha.
  3. Esteja acompanhado de mais pessoas: Assim como nas dicas de como aumentar a segurança pessoal e familiar evitando violências pessoais por múltiplas causas, bullyinadores tem a tendência de importunar pessoas que consideram mais vulneráveis, andar em grupo unido é uma forma de aumentar sua segurança.
  4. Cuidado com o Cyberbullying: Cada vez mais frequente, tanto com crianças como adultos, o cyberbullying, ou seja, o bullying efetuado pela internet, normalmente nas redes sociais é um ambiente de risco para integridade mental

    Algumas dicas são evitar compartilhar fotos ou vídeos que você considere que de alguma forma pode ser considerado constrangedor se for usado contra você, tenha senhas fortes para suas contas e cuide da sua privacidade, evitando exposições que considere desnecessária.
  5. Utilize a calma e serenidade: Quem pratica bullying é comumente alimentado pelas emoções das vítimas, gostam de vê-las se sentindo nervosas, raivosas menosprezadas, etc.

    Se você não oferecer uma reação emocional, por outro lado, caso o necessário responder de forma racional e procurar autoridades para resolver seu caso terá menores chances de ter problemas ou que ele se torne recorrente.

(2) Como aumentar a segurança pessoal e familiar libertando-se de problemas de saúde

Problemas de saúde são causas frequentes de ocorrências que atingem a integridade mental.

Isso pode ocorrer tanto pelo sofrimento imposto pela condição de saúde como também por tudo que o problema de saúde pode impedir, como ir trabalhar, sair com os amigos, dificuldade para fazer coisas simples, etc.

Vale considerar que o problema de saúde não precisa ser nem com você mesmo para que seja abalado emocionalmente.

Se alguém de sua família ou amigos tiverem algum problema de saúde mais sério, pode o suficiente para que sua integridade mental seja abalada pela preocupação, tristeza etc.

Para evitar estes problemas que afetam a segurança da integridade mental separamos as dicas que você verá em seguida:

  1. Mantenha um estilo de vida saudável: ter um estilo de vida saudável evita diversos problemas de saúde, reduzindo as chances que você tenha sua integridade mental sendo surpreendida por alguma doença.

    Se você que saber mais sobre como ter um estilo de vida saudável leia nossa matéria: O que é um estilo de vida saudável
  2. Estimule sua família a ter saúde também: Como você viu acima, problemas de saúde em familiares também podem afetar sua saúde mental, sempre que possível incentive sua família e conhecidos a terem hábitos saudáveis como você.
  3. Aprenda inteligência emocional: As coisas estão em constante mudança, muitas vezes damos por garantidas coisas que em algum momento vão acabar, ao não pensar sobre isso evitamos tristezas, porém, quando somos pegos por estes acontecimentos tristes, podemos ficar ainda mais abalados se não estivermos preparados.

    Aprender inteligência emocional, auto-hipnose e meditação são algumas possibilidades para te ajudar a ter mais recursos em momentos difíceis.

    4. Controle seu foco: Se você ficar pensando em como o problema de saúde é ruim e pode estar destruindo sua vida ou de quem você ama, certamente isso vai te deixar com sua integridade mental ainda mais abalada, por outro lado, se focar em formas de superar essa adversidade, seu coração será abraçado pela esperança e propósito.

    5. Consulte seu médico com regularidade: essa é uma atitude inteligente que pode te ajudar a detectar problemas de saúde ainda em sua fase inicial, sendo assim, além de evitar ser surpreendido por algo grave, você terá muito mais chance de sucesso em seu tratamento.

Como você pode ver para evitar que sua integridade mental seja afetada por problemas de saúde, o foco é evitar esses problemas, bem como evitar que seus conhecidos também enfrentem esse tipo de situações.

Por outro lado, quando a situação se torna inevitável o importante é saber lidar com essas situações com inteligência emocional e foco na solução.


(3) Como aumentar a segurança pessoal e familiar evitando traumas psicológicos

Enquanto traumas físicos são entendidos como lesões causadas por uma força externa devido a acidentes, violência ou auto-agressão.

Os traumas psicológicos são como danos a mente, que quando não tratados corretamente podem ficar presentes por anos causando diversos sintomas.

Entre esses sintomas dos traumas podemos citar as fobias, ansiedade, depressão, mudanças comportamentais, etc.

Algo que vale considerar é que traumas físicos, como foi comentado nos riscos da segurança derivados de problemas de saúde, também pode causar danos a integridade mental.

Um acidente de carro, por exemplo, pode desencadear um trauma, gerando como sintoma uma fobia de direção, ou grande ansiedade quando é necessário dirigir.

Separamos em seguida nossas dicas para evitar os riscos a sua integridade mental derivados dos traumas.

  1. Na medida do possível, evite situações que podem desencadear traumas: Traumas em sua grande maioria ocorrem quando somos expostos a situações que não sabemos como lidar, para evitar que isso aconteça, busque inserir as atividades na sua vida de forma consciente e inteligente, recomendamos nossa matéria:

    Acesse aqui: Como se preparar de forma eficiente
  2. Assim que viver um momento difícil procure apoio: Isso não evita que o trauma tenha acontecido, entretanto, evita que ele perdure, facilitando que você tenha sua integridade mental de volta quanto antes.
  3. Aprenda mais sobre relevância perceptiva: Não apenas entender o que a relevância perceptiva significa, mas, também aprender como mudá-la, se assim o fizer pode conseguir tirar o poder dos traumas sobre você, antes que eles te atinjam.

    Saber mais sobre o impacto das suas crenças sobre suas emoções também vai ajudar e muito junto da relevância perceptiva, recomendamos que estude a teoria ABC de Albert Ellis.

    Esperamos que por meio das 3 dicas você evite traumas em sua vida e na da sua família, confira agora mais uma forma de ganhar segurança da integridade mental:

(4) Como aumentar a segurança pessoal e familiar derivados da dificuldade financeira

Nós já falamos ainda no início dessa matéria como a instabilidade financeira é capaz de causar riscos a integridade física.

Entretanto, é importante considerar que problemas financeiros também podem atingir a integridade psicológica.

Para evitar os problemas derivados da dificuldade financeira siga as 5 dicas que já descrevemos no inicio da matéria.

Além disso, aprender inteligência emocional e auto-hipnose são formas eficientes de você manter sua mente focada e calma além de trazer a clareza necessária para que você consiga superar esse momento de crise.


(5) Como aumentar a segurança pessoal e familiar evitando problemas nos relacionamentos

Dificuldade nos relacionamentos seja no trabalho, com a família ou na vida amorosa, são causas frequentes de risco a integridade mental.

Não é atoa que grande parte da procura por terapia envolve algum tipo de problema nos relacionamentos, que é claro, também geram ansiedades, frustrações e alguns casos até depressão.

Para superar estes problemas temos uma matéria completa ensinando como superar 7 problemas nos relacionamentos.

Não deixe sua integridade mental em risco por conta dos relacionamentos, leia agora:

7 Dificuldades nos relacionamentos e como superá-las


(6) Como aumentar a segurança pessoal e familiar contra crimes cometidos contra sua pessoa, família ou patrimônio

Dentro dos riscos a segurança pessoal e familiar na área da integridade física, nós já detalhamos ao total, 10 dicas para você evitar estes riscos.

É notório como crimes além de colocarem a segurança da integridade física em risco, colocam também a nossa integridade mental.

Muitos são os casos de traumas psicológicos causados pelos crimes.

Sendo assim, para evitar que essas situações ocorram com você ou sua família, dê mais uma lida nas dicas que escrevemos e verifique o que você pode começar a colocar em prática.

Além disso, caso você passe por umas situação de crime contra sua pessoa, família ou patrimônio e sente que está afetando sua integridade mental, procure realizar uma terapia com um especialista.

Afinal, você pode estar enfrentando um trauma que, quanto antes for tratado, antes você vai ter sua integridade mental de volta.

Considere também se tornar um praticante de meditação e auto-hipnose, ambas as atividades com potencial de elevar sua inteligência emocional e te deixar melhor preparado para lidar com as difíceis situações da vida.


3ª Área: Como aumentar a segurança pessoal e familiar da Integridade moral – 6 Partes

Integridade moral se refere a proteção da pessoa ou a família, no que diz respeito à sua honra, liberdade, recato, imagem e nome.

Quando um indivíduo é caluniado, humilhado ou insultado, entende-se que sua integridade moral foi afetada.

Como você pode reparar, diversos riscos que já ensinamos a evitar aqui, tem a possibilidade de gerarem danos a integridade moral.

Entre eles o Bullying, problemas nos relacionamentos, violências por múltiplas causas contra você ou sua família, etc.

Como acabamos de afirmar, crimes contra a moral não atingem sua integridade física, mas sim, a moral, ou seja: sua honra, liberdade, recato, imagem e nome.

Tudo isso pode afetar sua integridade mental, bem como prejudicar sua vida de inúmeras formas, atrapalhando tanto a vida pessoal como profissional.

Sendo assim, confira em seguida como aumentar a segurança da sua moral e de sua família nas próximas 6 partes, vamos lá?


(1) Como aumentar a segurança pessoal e familiar contra a injúria

Existem diversas formas de injúria, mas, de modo geral injúria é ação ou dito ofensivo; em que há insulto, ou seja, uma ofensa que prejudica a dignidade de alguém: dano por injúria.

Como já foi falado em nossa matéria que detalha diversos riscos a segurança, os riscos da moral são muito frequentes em redes sociais, devido à sensação de impunibilidade.

Sendo assim, todas as dicas aqui na área da moral, também considerarão esta natureza do comportamento agressor.

Veja em seguida x dicas para evitar a injúria.

  1. Construa relações pessoais e profissionais com pessoas que se respeitam entre si, dessa forma você evita o risco de ter a integridade da sua moral atingida.
  2. Você não é obrigado(a) a conviver com um criminoso, sim, injúria é crime e você tem o direito a buscar justiça e apoio de autoridades para evitar que atos abusivos e incorretos desse caráter se perpetuem.

    Isso não vai evitar a injúria, mas evita que ela se torne um hábito de destruição da sua moral, sendo assim, você tem a possibilidade de recuperar sua moral quanto antes.
  3. Se atente as privacidades das redes sociais, as redes sociais são um terreno fértil para os praticantes de crimes de injúria, entretanto, mesmo na internet segue sendo crime e você tem o direito de buscar justiça.

    Além disso, para evitar que a injúria ocorra em suas redes, use e abuse das ferramentas oferecidas pelas plataformas, perfis públicos correm mais risco, se puder, para redução de riscos tenha o seu privado, entretanto, se não for possível, denuncie e bloqueie perfis que de alguma forma desrespeitam as leis ou as próprias normas da rede social.

Não deixe sua dignidade afundar com sua integridade moral e mental, evite que a injúria ocorra com você, bem como, sua família.


(2) Como aumentar a segurança pessoal e familiar evitando a calúnia sobre você ou sua família

De forma simples de entender, calúnia é o crime de imputação de falso crime por uma pessoa ou organizção.

Ou seja, calúnia é dizer que alguém cometeu um crime que não cometeu.

Isso é algo que abala não apenas a integridade moral, como a integridade mental também pode ser fortemente atingida, gerando ansiedade, pânicos até mesmo depressão.

Ser acusado, mesmo que de um falso crime, também pode prejudicar tanto sua vida pessoal como profisional.

As dicas que separamos aqui tem o objetivo de aumentar sua segurança pessoal e familiar contra crimes de calúnia.

  1. Atente-se a sua imagem: Aquilo que você diz, onde você estava, como se vestia entre outros fatores podem criar falsas impressões sobre você, o mesmo vale para sua família.

    Ou seja, é importante que você saiba que as pessoas interpretam os acontecimentos e tiram suas próprias conclusões de modo independente dos fatos.

    Sendo assim, é útil conhecer como a comunicação influencia na relevância perceptiva, levando as pessoas tomarem suas decisões.

    Essa é uma forma inteligente de cuidar da sua imagem para que ela transmita o máximo possível do que você deseja, sem deixar tanto espaço para interpretações errôneas, que podem gerar uma calúnia contra você ou sua família.

    Sua imagem também está nas redes sociais, considere este fator.
  2. Estude a possibilidade de ter diferentes tipos de alibis, ou seja, formas de provar que você não cometeu o crime que pode ser acusado.

    Estas provas podem ser simplesmente ter pessoas de confiança com você e que podem comprovar sua inocência, gravações em áudios, vídeos, etc.

    Por exemplo, com fim de estudos mas também para evitar algum tipo de calúnia, terapeutas muitas vezes filmam seus atendimentos como prova do que se passou durante todo o momento que estiveram com o cliente.

    Ter um alibi não vai evitar uma acusação caluniosa, entretanto, vai te ajudar a se defender com maior facilidade e recuperar mais rapidamente sua moral ou de sua família.
  3. Se atente ao seu estado de consciência: De nada adianta você ter certeza que não cometeria o crime que te acusam se você tiver bebido excessivamente e não conseguir se lembrar do que realmente ocorreu.

    Dessa forma é um fato que a sua defesa contra a calúnia será prejudicada.

Estas 3 dicas já diminuem as chances de você ter problemas com a calúnia interferindo em sua moral e gerando danos a sua integridade mental ou de sua família.


(3) Como aumentar a segurança pessoal e familiar evitando a sua difamação ou de sua família

A difamação também tem grande potencial de causar danos a sua integridade moral e mental, podendo prejudicar sua vida pessoal e profissional.

Vale considerar que ela é muito semelhante à calúnia, a diferença é que a difamação não acusa de falso crime e sim faz acusações que atentam contra a dignidade, normalmente acusando de atos desonrosos.

Considerando a natureza desse risco a moral ser muito semelhante à calúnia, recomendamos as mesmas dicas para evitar a difamação.

Lembrando que no caso da difamação, mesmo que a acusação esteja falando a verdade, espalhar publicamente o fato ofensivo constitui crime.

Sendo assim, a dica sobre o estado de consciência e imagem são ainda mais importantes para que você evite passar por uma situação de difamação.


(4) Como aumentar a segurança pessoal e familiar evitando a quebra de sigilo profissional

Ao ir em um médico, psicólogo, bem como em outros profissionais da saúde, você tem direito ao sigilo do que é conversado em consulta.

Isso é chamado de sigilo profissional, tendo a quebra desse sigilo um crime constituído, a menos em determinados casos onde a quebra de sigilo é permitida por lei em prol da segurança do paciente, do profissional ou de terceiros.

A quebra do sigilo profissional pode vazar informações intimas que chegando a público podem ferir sua moral, e causar danos a sua integridade mental.

Sendo assim, separamos essas 2 dicas para aumentar a sua segurança no que diz respeito a segurança no sigilo profissional

  1. Procure por profissionais qualificados: Depoimentos de outros pacientes, bem como uma verificação no comportamento do profissional na rede social podem ser úteis para que você considere a consulta.
  2. Responda o que foi perguntado e fale sobre o essencial: Fale sobre o que é importante para seu tratamento, se não é importante, é uma coisa a menos para que um profissional ruim divulgue sem autorização.

Apesar de a dica dois ter uma precaução, isso é apenas se você não sentiu confiança em quem te atendeu, entretanto, para o sucesso do seu tratamento, o ideal é que consiga um profissional que você confie.


(5) Como aumentar a segurança pessoal e familiar contendo a divulgação de imagem não autorizada;

A menos que você fique sabendo onde e de que forma sua imagem foi divulgada sem sua autorização você perceberá sua moral atingida, tendo neste caso também riscos a integridade mental.

Caso sua imagem esteja sendo divulgada em algum local, porém, você não sabe disso e nem ninguém do seu convívio, neste caso, é muito pouco provável que você tenha sua moral atingida de alguma forma.

Sem falar que, sem saber onde sua imagem está sendo divulgada sem autorização, fica quase impossível de encontrá-la, a menos que você saiba, ou contrate alguém para vasculhar a internet com alguma alta tecnologia.

Ainda assim, sua imagem pode estar divulgada em um papel impresso colado em um muro em outro país e você jamais saberia disso, ao menos dificilmente teria algum tipo de dano a integridade da sua moral.

Por outro lado, caso sua imagem seja divulgada de uma forma que você não gostou e deseja retirar essa divulgação, saiba que você tem esse direito.

Sendo assim, veja em seguida como aumentar a segurança pessoal e familiar contendo a divulgação de imagem não autorizada:

  1. Se atente as câmeras: em um mundo cada vez mais tecnológico, as câmeras podem estar em todos os lugares, principalmente nos celulares que são levados no bolo de lá para cá.

    Sendo assim, se você não quer ser exposto em uma foto ou filmagem por acaso, tem 2 alternativas, pedir para não te registrarem enquanto você estiver ali, ou simplesmente não permanecer no mesmo ambiente.
  2. Retire sua imagem não autorizada: isso não vai impedi-la de ter sido divulgada em algum momento, entretanto, vai permitir que você remova um uso irregular de sua imagem e recupere a integridade da sua moral que você sente que perdeu.

    Para remover é possível utilizar recursos das próprias redes sociais, por exemplo, YouTube, Facebook e Instagram já oferecem meios para que você possa fazer isso.
  3. Use a busca reversa para encontrar imagens suas sendo utilizadas na internet sem a sua autorização.

    Para isso, basta que você coloque fotos suas na pesquisa do Google e verifique as imagens semelhantes nos resultados procurando por iguais à sua.

Utilizando essas dicas você terá muito mais controle de como sua imagem está sendo utilizada por aí e poderá proteger a segurança da sua moral e de sua família.


Como aumentar a segurança pessoal e familiar nas 3 áreas fundamentais – Conclusão

Nesta matéria você descobriu como aumentar a sua segurança e de sua família nas 3 áreas fundamentais da segurança pessoal e familiar.

Sendo assim, você viu como melhorar a segurança da integridade física, mental e moral, com dicas para melhorar sua segurança em cada uma das principais possibilidades de risco.

Foram mais de 45 dicas para aumentar sua segurança e de sua família!

Esperamos que tenha gostado desta matéria e que por meio dela utilize esse conhecimento para viver uma vida com muito mais segurança e felicidade

Caso tenha qualquer dúvida sobre alguma parte ou quer que nós abordemos algum assunto, deixe aqui seu comentário.

Além disso, aproveite para seguir nosso canal no Youtube, lá damos dicas valiosas de nossa área para contribuir em sua vida.

Um grande abraço e até logo!


0 comentários

Deixe seu comentário