O que é Comunicação hipnótica + 5 Estratégias de comunicação hipnótica com bônus

Por Equipe HPVB em

Comunicação Hipnótica

Nessa matéria vamos abordar a comunicação hipnótica, um dos principais, talvez até mesmo o principal objeto de estudo dos hipnólogos, hipnotistas e hipnoterapeutas.

Existem indícios da Hipnose desde o antigo Egito, entretanto a Hipnose mudou muito com o passar dos anos.

O tempo da Hipnose mística foi ficando para trás, o entendimento da Hipnose hoje é outro, por isso, se essa é sua primeira vez com a Hipnose recomendamos que leia também essa matéria:

De qualquer modo, para facilitar a explicação da comunicação hipnótica vamos brevemente explicar a Hipnose aqui.


Comunicação Hipnótica

O que é Hipnose

Hipnose é a ação de usar a comunicação para gerar alteração de percepção e comportamento em pessoas e organizações.

Ou seja, essa ação de usar comunicação para gerar as alterações de percepção e comportamento é dado o nome de Hipnose.

Quem estuda essa área do conhecimento é conhecido como Hipnólogo, sendo a Hipnose também presente em diversas áreas como Medicina, Terapias, Odontologia, Marketing, Direito entre outras.

E dai surgem as profissões conhecidas como: Hipniatras, Hipnoterapeutas, Hipnodontologistas, etc.

Já os hipnotistas são pessoas que usam a Hipnose de maneira independente de outras profissões, alguns hipnotistas fazem apresentações de rua, outros também realizam shows usando a Hipnose como uma forma de entretenimento.

Muito bem, e para falarmos sobre comunicação hipnótica, vamos começar pela comunicação.


O que é a comunicação

Comunicação é a ação de levar uma mensagem de um ponto a outro(s), além disso, a comunicação pode ser verbal ou não.

A comunicação verbal é aquela que usa da linguagem, enquanto a não verbal é composta por gestos, sons e outras expressões independentes da linguagem.

Por exemplo, você pode negar ou afirmar algo sem palavras, bastando usar dos tradicionais movimentos de cabeça.

Este é um exemplo de comunicação não verbal, entretanto existem muitos outros.

Se você quer saber mais sobre o que é comunicação e seus diferentes tipos, recomendamos a seguinte matéria:


O que é comunicação hipnótica

Uma vez que o significado de Hipnose já foi revelado acima, bem como o de comunicação, resta agora juntar as coisas.

Veja em seguida a definição do que é comunicação hipnótica:

Comunicação hipnótica é aquela que, feita de forma consciente ou não, possui propriedade de alterar a percepção e/ou comportamento dos receptores dessa comunicação.

Os estudiosos da Hipnose, tem como um de seus objetivos estudar as características da comunicação que as tornam hipnótica.

Entretanto, como você pôde ver na definição anterior, nada impede que uma comunicação hipnótica ocorra sem intenção do emissor da comunicação, afinal, ela pode ocorrer de forma consciente ou não.

Justamente por conta disso, bem como também pela falta de conhecimento de muitas pessoas sobre a Hipnose, acaba que ela pode ocorrer de forma acidental diversas vezes.

Sendo isso responsável por gerar hipnoses boas, mas, também ruins, sendo responsáveis por promover traumas, crenças limitantes, etc.

Leia aqui se você tem interesse em saber mais sobre hipnoses boas e hipnoses ruins.

Agora que você já sabe o que é Hipnose, comunicação e comunicação hipnótica, veja em seguida algumas estratégias usadas para tornar uma comunicação hipnótica.


Comunicação hipnótica – Como fazer?

Existem diversas formas de tornar uma comunicação hipnótica, ou seja, de permitir que a sua comunicação seja capaz de alterar a percepção bem como o comportamento de quem a receber.

Lembre que esse é um conhecimento poderoso por sua grande influência na vida das pessoas, portanto, use-o para fazer o bem.

Com a comunicação hipnótica você pode ajudar as pessoas a vencerem suas crenças limitantes, superarem a ansiedade, realizarem uma mudança de comportamento e ela serve inclusive para te ajudar nos negócios.

Entretanto, ao usar a Hipnose nas vendas lembre que está tudo bem em ser persuasivo e levar as pessoas a comprarem aquilo que realmente precisam, porém, não é certo ser manipulador levando as pessoas a agir contra seus verdadeiros interesses.

Muito bem, feito essas ressalvas, veja em seguida 5 estratégias muito usadas para tornar a comunicação Hipnótica.


Primeira estratégia da comunicação hipnótica: Use os sentidos

Lembre que nós seres humanos percebemos o mundo através de nossos sentidos, portanto, ao estimular os sentidos por meio da comunicação você será capaz de guiar a percepção gerando alterações.

Os 5 sentidos são: visão, olfato, paladar, audição e tato.

Ou seja, você vê o mundo, o escuta e o sente com sabores, aromas e sensações.

Veja em seguida esse exemplo de comunicação hipnótica que estimula os sentidos:

Enquanto lê esse texto agora, perceba se você é capaz de sentir a saliva dentro de sua boca.

Conseguiu percebe-la?

Na maior parte do tempo nem a notamos, porém, se você seguiu essa comunicação escrita e notou sua saliva, é sinal que ela foi hipnótica e alterou sua percepção momentaneamente.

Esse é um exemplo simples, mas, o uso dos sentidos é muito explorado em diversas possibilidades no uso da Hipnose, tanto a nível terapêutico e médico, como também nos negócios.

Aliás, uma curiosidade: O uso da anestesia hipnótica usa também da sua percepção dos sentidos para gerar a anestesia.


Segunda estratégia da comunicação hipnótica: O poder da autoridade

A autoridade é uma característica muito importante na comunicação hipnótica.

O princípio por trás do uso da autoridade na comunicação hipnótica vem da ideia de que levamos mais em consideração a comunicação de quem tem propriedade para emiti-la, ou seja, que é de alguma forma autoridade no que diz.

Um exemplo de como a autoridade influencia na comunicação, fica evidente em decisões que levam em consideração a sua saúde.

Digamos que você enfrenta uma doença e um conhecido diz que você deve ir à farmácia e comprar determinado remédio que vai te ajudar.

Entretanto, você fica receoso em tomar uma medicação que pode causar um efeito colateral negativo, afinal, seu conhecido não é autoridade no assunto.

Dessa forma, você ignora a comunicação de seu conhecido, que pela falta de autoridade, não te leva a ter o comportamento de comprar o remédio.

Por outro lado, você marca uma consulta com seu médico, que, devido a seus anos de experiência e com resultados positivos, transmite a autoridade necessária para que você saia da consulta e compre o remédio que ele te comunicou para adquirir.

Ou seja, a autoridade do seu médico facilitou que sua comunicação tivesse propriedade hipnótica, te levando a alterar seu comportamento e comprar o medicamento.


Terceira estratégia da comunicação hipnótica: Uso da linguagem direta e indireta

Essa estratégia da comunicação hipnótica teve seu surgimento na Hipnose Ericksoniana e na Hipnose Clássica.

Cada uma dessas duas vertentes da Hipnose tem como característica uma forma de usar a comunicação.

A Hipnose Clássica é conhecida por usar uma comunicação direta, ou seja, de forma menos permissiva, no caso, mais autoritária. Veja os exemplos em seguida:

  • Perceba sua respiração agora!
  • Enquanto lê essa frase repare se tem algum som no ambiente.
  • Pare de ler por 1 segundo, agora continue.

A comunicação direta tem vantagens, como sua fácil assimilação, sendo às vezes mais simples de ser compreendida e oferecendo uma resposta mais rápida.

Por outro lado, ela pode falhar pelo excesso de autoridade, como muitas pessoas não gostam de seguir ordens, podem optar por negar a informação da comunicação imposta.

Sendo assim, a Hipnose indireta também é muito utilizada, justamente driblando esse incômodo da autoridade da comunicação direta.

O que ela faz é oferecer a possibilidade de seguir a comunicação de forma mais permissiva.

Veja em seguida os mesmos exemplos anteriores, porém usando a comunicação indireta.

  • Talvez você perceba sua respiração agora ou em outro momento, quem sabe vai percebê-la ao terminar essa frase.
  • Enquanto você está aqui, pode reparar se é capaz de escutar algum som entrando pelas suas orelhas.
  • Imagine como é parar de ler por um segundo, depois continuar a leitura.

Reparou como essa forma de se comunicar é permissiva? Ela segue sendo uma comunicação sugestiva, porém que oferece a liberdade de ser seguida no tempo do receptor.

Lembre-se que a comunicação direta não é melhor que a indireta, nem vice-versa, cada uma tem o potencial de ser mais vantajosa a depender do contexto.


Quarta estratégia da comunicação hipnótica: As perguntas reflexivas

Como você viu nessa matéria, a Hipnose é o uso da comunicação para gerar alterações de percepção e comportamento.

Até o momento, falamos sobre o uso da comunicação de forma sugestiva através de sugestões diretas ou indiretas.

Entretanto, a comunicação hipnótica através de perguntas é extremamente poderosa, sendo um carro chefe principalmente na realização da hipnoterapia.

Perguntas hipnóticas são aquelas que tem o potencial de alterar sua percepção bem como comportamento.

Quando falamos sobre fobias ou mesmo crenças limitantes, elas são compostas por ideias que em sua grande maioria das vezes são irracionais.

Ou seja, não fazem sentido lógico.

Nestes casos, o uso de perguntas é efetivo para justamente facilitar que a pessoa se questione sobre o sentido de seu pensamento, tendo assim a oportunidade de mudar.

Ao gerar um auto questionamento o indivíduo precisa testar esse novo pensamento, ainda que em sua imaginação, tendo a oportunidade de avaliar a nova percepção, podendo mudar suas crenças e comportamentos.

Veja em seguida alguns exemplos de perguntas hipnóticas:

  • Você consegue perceber sua respiração nesse momento? (Essa pergunta serve para direcionar a percepção para onde você deseja)
  • Será que existe outra forma de fazer isso? (Permite a pessoa criar novas conexões cerebrais com novos padrões de comportamentos)
  • Como seria se você relaxasse a tensão dos seus ombros agora? (Faz o indivíduo realizar um teste para verificar como seria, ou seja, essa pergunta induz a comportamentos)

Como você pode ver, estes 3 exemplos de perguntas já possuem sugestões, sendo você livre para usar o mesmo mecanismo para gerar sugestões diferentes.

Além disso, vale ressaltar que existem uma infinidade de outras perguntas com potencial hipnótico, cabe a você explorá-las e usar conforme a sua necessidade.


Quinta estratégia da comunicação hipnótica: Uso de palavras introspectivas

Muita gente quando começa na Hipnose, acredita e busca por palavras mágicas, estes se frustram quando descobrem que não é tão simples assim.

Não existe uma palavra sozinha que faça uma magia acontecer, nem mesmo um script, com um conjunto de palavras e frases capazes de funcionar com todas as pessoas.

Para saber usar a Hipnose com efetividade é necessário entender a teoria por trás de seu funcionamento e praticar seu uso.

Apenas assim você conseguirá grandes resultados com a Hipnose.

Entretanto, apesar de sozinhas as palavras não terem grande poder, existem duas palavras que usadas em contextos específicos, são capazes de fazer alterações de percepção e comportamento.

São as palavras que promovem a introspecção, veja elas em seguida:

  • Mentalize;
  • Suponha;
  • Imagine;
  • Pense;

Essas palavras são capazes de fazer você refletir sobre uma ideia, uma percepção sugerida.

Por isso são muito usadas para direcionar a percepção para onde você deseja.

Ao pedir para uma pessoa fechar os olhos e imaginar, pensar ou mentalizar momentos felizes de sua vida, o que vai acontecer?

Ela vai buscar em sua memória esses momentos, além disso, o que a felicidade faz com a gente?

Talvez ela sinta boas sensações, e tenha até mesmo uma alteração de percepção gerando o comportamento de abrir um sorriso em seu rosto.

É claro que essa é apenas uma possibilidade do uso dessas palavras, existem diversas maneiras que você pode aproveitá-las.


Estratégia da comunicação hipnótica bônus: As metáforas

Nós iamos ensinar 5 técnicas, mas, você está no maior Portal de Hipnose para Viver Bem, então, para te deixar bem feliz vamos compartilhar mais essa estratégia bônus.

Metáforas são formas de comunicação muito usadas para tornar a comunicação hipnótica, pois, elas brincam com o lúdico de nossa imaginação.

Elas fazem com que tenhamos um tipo diferente de inspiração para reproduzir em nossa mente e em nossos sentidos, novas percepções e comportamentos.

Veja em seguida como ela funciona:

  • Metáforas: São figuras de linguagem que produzem sentidos figurados através de comparações.

Exemplo 1: talvez essa sua dor nos ombros seja porque você carrega o mundo nas costas, será que deixaremos seu mundo mais leve ou você vai descobrir uma nova forma de levá-lo com você?

Exemplo 2: se estar com ele é abraçar uma moita cheia de espinhos eu já vejo dois caminhos, ou você muda de jardim, ou está na hora de começar a fazer algumas podas.

Metáforas são usadas com frequência por hipnoterapeutas, entretanto, seu uso também é usado tanto na Hipnose de entretenimento como também no uso da Hipnose no marketing.


Comunicação hipnótica – Conclusão

Parabéns a você que leu até aqui e ganhou esse valioso conhecimento. Foi um prazer compartilhar tudo isso com você.

Nessa matéria você reforçou seu conhecimento sobre Hipnose e comunicação, viu o que é comunicação hipnótica e ainda aprendeu 6 estratégias de comunicação hipnótica.

Esperamos que tenha gostado desta matéria e que por meio dela venha usar esse conhecimento a seu favor.

Caso tenha qualquer dúvida sobre alguma parte ou quer que nós abordemos algum assunto, deixe aqui seu comentário.

Além disso, aproveite para seguir nosso canal do Youtube, lá damos dicas valiosas de nossa área para contribuir em sua vida.

Um grande abraço e até logo!


0 comentários

Deixe seu comentário