fbpx

As 3 formas de fazer Hipnose

Por Equipe HPVB em

As 3 formas de fazer Hipnose

Nesta matéria você vai descobrir as 3 formas de fazer hipnose e entender suas diferenças.

As 3 formas de fazer Hipnose

A Hipnose já existe a milhares de anos, apesar de durante muito tempo ter sido compreendida como algo místico, esse tempo passou, atualmente, sob a luz da ciência a Hipnose recebeu outro entendimento.

Se você não sabe o que a Hipnose é de fato, recomendamos essa matéria:


As 3 formas de fazer Hipnose

Como falamos na matéria sobre o que é Hipnose, as formas de fazer Hipnose são como as modalidades da natação.

Na natação você tem o nado crawl, costas, peito e borboleta, eles têm diferenças entre si, entretanto, todos são formas de locomoção na água através de movimentos no corpo, ou seja, são formas de natação.

A Hipnose também tem suas formas de ser realizada: direta, indireta e conversacional, cada uma com sua particularidade, porém, todas são formas de usar a comunicação para alterar a percepção e comportamento, de uma pessoa ou organização.

Muito bem, vamos conhecer cada uma dela?


1ª Forma, a Direta – Também conhecida como Hipnose Clássica

As 3 formas de fazer Hipnose

Dave Elman é inegavelmente considerado o pai da Hipnose Direta, isso por conta da forma que ele praticava a Hipnose, com seu método de indução rápida e adaptada para usos profissionais.

Dave Elman foi primordialmente conhecido nos Estados Unidos como locutor de rádio, também foi comediante e compositor musical, entretanto, se tornou realmente famoso no campo da Hipnose.

O principal atributo da Hipnose Direta, utilizado para seu reconhecimento, é o uso da comunicação direta, comunicando ao receptor da mensagem de forma clara a intenção expressa do que foi comunicado.


Exemplos de comunicação da Hipnose Direta:

  • Feche seus olhos;
  • Relaxe seu corpo, cada músculo;
  • Quando abrir seus olhos inspire fundo.

A Hipnose Direta criada por Dave Elman é ótima, aliás, ela foi responsável por guiar a primeira cirurgia cardíaca de tórax aberto, usando apenas a Hipnose no lugar de uma anestesia.

Tanto a Hipnose Clássica, como a Ericksoniana, que é a próxima que você verá, foram de grande importância para a Hipnose que temos hoje existir.

Elas tornaram a Hipnose aplicável de formas distintas e com domínio prático do fenômeno, aliás, com muitos artigos científicos a respeito.


Veja em seguida a definição de Hipnose Direta:

Hipnose Clássica é a utilização da comunicação direta para gerar alterações de percepção e comportamento


Importante deixar claro que apesar de a comunicação direta ter essa característica autoritária, a mesma não precisa ser desrespeitosa.

Exemplo:

Ao usar a expressão “feche a janela por gentileza / por favor”, você está comunicando de forma direta, porém, respeitosa.

Se essa comunicação gerar a alteração de percepção em seu receptor, de modo a perceber a necessidade de fechar a janela e isso desencadear o comportamento, a comunicação terá sido hipnótica e educada.


2ª Forma, a Indireta – Também chamada de Hipnose Ericksoniana

As 3 formas de fazer Hipnose

Tempos depois do surgimento da Hipnose Direta, surgiu a 2ª forma de praticar a Hipnose, a forma Indireta.

Como a Hipnose Indireta foi desenvolvida por Milton Erickson (1901-1980), médico e psiquiatra especializado em terapia familiar e Hipnose, ela também recebeu o nome de Hipnose Ericksoniana.

Erikson foi um dos hipnoterapeutas mais influentes, sendo sua forma de fazer Hipnose usada por muitos terapeutas, devido seu método suave, que oferece a quem passa pela Hipnose uma sensação de tranquilidade.

Aliás, muitas vezes nem percebendo conscientemente as sugestões recebidas, entretanto, seguindo-as de forma eficaz.

Isso ocorre justamente porque o principal atributo da Hipnose indireta é o uso de sugestões indiretas, ou seja, não autoritárias, logo, menos prováveis de encontrar algum tipo de resistência.


Exemplos de comunicação da Hipnose Ericksoniana:

  • Você pode fechar seus olhos agora, ou em algum momento, talvez quando perceber que isso é agradável para seu próprio relaxamento.
  • Como seria lembrar de um dia que você estava muito relaxado e perceber que seu corpo é capaz de relaxar na medida que se lembra de seu próprio relaxamento.
  • Quando abrir seus olhos no seu tempo, é possível que repare que está respirando, logo, pode querer aproveitar para inspirar fundo e sentir seu organismo enchendo de uma nova vitalidade.

O uso de metáforas também é muito comum na Hipnose Ericksoniana, nós falamos mais sobre isso em nossa matéria sobre Comunicação Hipnótica:


Veja em seguida a definição de Hipnose Indireta:

Hipnose Indireta é a utilização da comunicação Indireta para gerar alterações de percepção e comportamento


Importante também esclarecer, que, a Hipnose Indireta, quando chamada de Hipnose Ericksoniana abrange mais do que a maneira pela qual a comunicação é utilizada.

Neste caso, trata-se de uma linha terapêutica desenvolvida inicialmente por Milton Erickson e depois sendo principalmente difundida por Jeffrey Zeig


3ª Forma, a Hipnose Conversacional

Com o passar dos anos, foi notado que em determinados momentos, a Hipnose Direta era mais indicada, enquanto em outros a Indireta possuía melhores resultados, foi assim que surgiu a Hipnose Conversacional

Com o objetivo de gerar alterações na percepção e comportamento, independente da forma de comunicação, a Hipnose Conversacional utiliza uma comunicação mista.

Logo, a Hipnose conversacional utiliza a forma de Hipnose mais adaptada a cada situação, por isso, das 3 formas de fazer Hipnose, essa é mais utilizada na atualidade.


Exemplos de comunicação da Hipnose Conversacional:

  • Feche seus olhos e no seu tempo, pode imaginar seu corpo relaxar, ou descobrir o conforto dentro de alguma parte sua.
  • Talvez você abra seus olhos agora ou em algum momento, porém, uma coisa é fato, ao abrir os olhos todos aqueles problemas ficarão para trás.
  • Não relaxe agora, você é livre para relaxar no seu tempo e na medida que assim desejar.

Repare que encaixadas dentro de uma mesma sentença estão embutidas comunicações diretas e indiretas, formando assim sugestões mistas.


Veja em seguida a definição de Hipnose Conversacional:

Hipnose é a utilização da comunicação para alteração da percepção e comportamento.

A definição da Hipnose conversacional é a de mais simples entendimento, ela não delimita como a comunicação deva ser, ela simplesmente atribui a comunicação cujo objetivo é alterar a percepção e comportamento o nome de Hipnose.

Não é atoa que justamente por abranger todas as 3 formas, ela tenha se tornado uma das melhores definições para o que é Hipnose atualmente.

Se você deseja saber mais sobre o que é Hipnose, recomendamos a matéria:


As 3 Formas de fazer Hipnose – Conclusão

Ao longo dessa leitura você pôde conhecer as 3 formas de fazer Hipnose.

Além disso, aprendeu como cada uma delas funciona, viu suas definições, bem como, teve exemplos para tornar tudo mais claro.

Esperamos que tenha gostado desta matéria e que por meio dela venha usar esse conhecimento a seu favor.

Caso tenha alguma dúvida ou quer que abordemos algum assunto, deixe o seu comentário no fim desta matéria.

Fique a vontade para seguir nosso canal do YouTube onde disponibilizamos gratuitamente áudios de Hipnose Guiada para contribuir em sua vida.

Um grande abraço e até logo!

Categorias: Hipnose

0 comentários

Deixe seu comentário