Como Trabalhar a Autoestima com Hipnose

Por Equipe HPVB em

Como trabalhar a autoestima

Uma autoestima equilibrada é muito importante, sendo assim, esta matéria foi desenvolvida para você aprender como trabalhar a autoestima.

Mas, porque melhorar a autoestima?

A autoestima equilibrada gera bem-estar físico e psicológico, bem como, eleva sua valorização pessoal, respeito próprio e habilidades de enfrentar os desafios da vida.


Como trabalhar a autoestima

Entretanto, trabalhar a autoestima também é importante, pois, se ela estiver ruim você pode sofrer muitas consequências.

Se você quer saber mais sobre os benefícios da autoestima equilibrada e os malefícios da autoestima desequilibrada acesse:

Então vamos lá, primeiro você vai descobrir como a baixa autoestima age e de que modo ela é capaz de nos atingir.


Como a baixa autoestima nos afeta?

Ao ter a autoestima reduzida, você tem a atitude de subestimar a si mesmo, assim, vai ter pouca confiança para fazer as ações de sua vida.

Veja aqui como aumentar sua confiança.

Essa falta de confiança por conta da baixa autoestima resulta em não evoluir no trabalho como você gostaria, não conquistar o relacionamento amoroso que você deseja e outros problemas.

Além disso, a baixa autoestima não é apenas a avaliação subestimada de si mesmo, ela é também os sentimentos de carinho, afeto e apreço por si mesmo reduzidos.

Ao ter estes sentimentos por si mesmo muito reduzidos, você tem grande chance de cuidar menos de si mesmo, afinal, seu afeto e apreço por sua pessoa estão menores.

Logo, ao cuidar menos de si, você fica propenso a não se oferecer a melhor vida que poderia ter, podendo descuidar de vários cuidados com a sua vida e até mesmo a sua saúde.

Nestes casos de baixa autoestima é comum ter uma alimentação ruim, não fazer exercícios, negar cuidados com a higiene, entre outras formas de autocuidado.

Certas vezes a autoestima pode estar tão baixa, que por falta de carinho por si mesmo, muitas pessoas têm dificuldade de buscar alguma ajuda, seja ela médica, psicológica ou até mesmo de amigos e familiares.

Porém, é válido que você saiba que sempre dá para sair desse estado ruim, você verá como isso acontece em seguida.

Se você quer aprender a melhorar a baixa autoestima continue lendo essa matéria.


Como trabalhar a autoestima reduzida

Primeiro, é crucial que você saiba que ninguém tem culpa por estar com a baixa autoestima.

A baixa autoestima pode começar de vários modos, às vezes é algo que foi dito por alguém e que influenciou nessa autoavaliação e carinho por si mesmo, outras vezes foi uma experiência ruim, como o fim de um relacionamento ou até mesmo uma demissão.

Veja este exemplo a seguir:


  • Ao ter uma relação encerrada é possível formar uma autoavaliação que não somos bons o bastante, além disso, o autoafeto também é reduzido pela dificuldade de ter carinho por essa pessoa que “não foi boa o suficiente”.

Essa autoavaliação é uma percepção que a pessoa tem de si mesma, uma percepção que altera os seus sentimentos e que como vimos antes, leva a comportamentos variados.

Entretanto, ninguém nasce com uma autoavaliação ruim.

Essa baixa autoestima pode surgir de acordo com as vivências da vida.

Como sabemos, as experiências que vivemos são puras comunicações que nos são oferecidas.

No caso da baixa autoestima, foram comunicações intrapessoais ou interpessoais que levam a ter a percepção de que não somos bons o suficiente, por isso, não devíamos ter tanto carinho ou afeto a nós mesmos.

Sendo assim, se nós estamos falando de uma comunicação que muda a percepção gerando mudanças nos seus sentimentos e comportamentos, estamos falando de Hipnose.

Afinal, para quem ainda não sabe, o tempo da Hipnose mística já passou, hoje o entendimento da Hipnose já é outro.

Veja aqui sobre a Hipnose na atualidade.

Portanto, caso você ainda não saiba, a baixa autoestima é uma forma tradicional Hipnose ruim que se retroalimenta.


Para trabalhar a baixa autoestima é preciso reverter essa Hipnose

Sim, existem hipnoses boas e ruins, no caso da baixa autoestima, trata-se de uma hipnose ruim.

Acesse aqui para saber mais sobre Hipnose boa e Hipnose ruim.

Aliás, a baixa autoestima, mais que uma hipnose ruim, é uma hipnose ruim que se retroalimenta, ou seja, a menos que seja quebrada, a autoestima reduzida se mantém.

Veja em seguida como funciona esse processo de retroalimentação da baixa autoestima.

Infelizmente, com a autoestima reduzida não podemos viver em nosso pleno potencial.

Dessa forma, nossa percepção segue sendo alterada de modo negativo, fazendo com que a autoavaliação e carinho que temos por nós mesmos siga diminuindo cada vez mais.


Veja esse exemplo de retroalimentação da baixa autoestima:

  • A Maria estava na sua corrida matinal, umas pessoas a chamaram de gorda, então, ela ficou se sentindo mal com o ocorrido e assim, sua autoavaliação começou a se questionar se ela não era boa o suficiente.

Para evitar tal constrangimento, a Maria decidiu parar de correr, entretanto, sem os exercícios ela passou a engordar cada vez mais, quanto mais engordava, menor era o apreço e carinho que ela sentia por si mesma.

Com a falta de carinho por si mesma e com uma avaliação negativa de si, a Maria passou a sentir uma grande tristeza.

Para tentar solucionar o problema, ela começou a comer altas doses de açúcar e outras comidas gordurosas, porém, tudo isso era uma forma falha de resgatar sua felicidade.

Então, sem os exercícios e com a sua alimentação ruim, a Maria ia se sentindo cada vez mais inferior, quanto pior ela se sentia, pior ela ia ficando.


Aqui está a Hipnose negativa que se retroalimenta:

  • Quanto mais inferior ela se sentia, pior ela ia ficando, ai se sentia mais inferior e assim por diante.

O caso de Maria é apenas um exemplo de várias formas de Hipnoses ruins que envolvem a baixa autoestima.


Formas de trabalhar a baixa autoestima.

Às vezes dá para superar uma baixa autoestima sozinho, mas, para isso é necessário ter conhecimento para te guiar nesse objetivo.

Então, sabendo da grande relação da Hipnose com a autoestima, muitas vezes é indicado procurar o apoio de algum profissional da área.

Veja aqui sobre as nossas Sessões de Hipnose Online.

Além disso, se você se sente preso em alguma Hipnose ruim e deseja superá-la sozinho, indicamos nosso manual de Auto-Hipnose para Viver Bem, nele você vai aprender como usar as Hipnoses da vida a seu favor.

Acesse aqui para saber mais sobre o Manual de Auto-Hipnose.

Bem, além dessas opções, separamos algumas dicas que podem ajudar:

7 dicas para trabalhar a baixa autoestima


  1. Perdoe a si mesmo;
  2. Relembre as suas vitórias;
  3. Tenha paciência, a vida não é linear e tudo pode mudar;
  4. Aprenda a controlar seus pensamentos (a Auto-Hipnose vai te ajudar);
  5. Escolha as suas amizades com cuidado e evite as relações tóxicas;
  6. Note as diferenças de cada um, você é livre para evoluir, porém, nunca será igual a outra pessoa;
  7. Estimule seu cérebro a ver qualidades elogiando as outras pessoas, assim ficará mais fácil de perceber as suas;

Muito bem, agora que você já sabe como trabalhar a autoestima reduzida, chegou a hora de mostrar como a 2ª forma de autoestima é capaz de te atingir.


Como a autoestima superestimada nos atinge

Por conta de sua autoavaliação que não condiz com a realidade, quem sofre com a autoestima superestimada se coloca em situações e desafios muito além da sua capacidade.

Isso faz com que a pessoa tenha muitas derrotas e até mesmo se coloque em riscos sérios de vida.

Veja estes 3 exemplos em seguida:


  1. O João se acha tão competente que busca vagas de trabalho em empresas que pedem aptidões maiores que as dele. O resultado disso você já sabe, o João nunca é contratado.
  2. Um escalador iniciante negava estudos e se achava um super escalador, com a sua autoestima superestimada ele se colocou em uma escalada além de sua capacidade, infelizmente ele sofreu um sério acidente ao cometer um erro que poderia ter sido evitado.
  3. A Maria sempre escutou de sua mãe que ela era muito linda, então, buscando um pretendente, porém com a sua autoestima superestimada ela deixa de se arrumar com cuidado e com todo desleixo, bem como falta de higiene, sempre acaba sem um parceiro.

Repare que assim como a baixa autoestima pode levar a falta de cuidados com higiene, a autoestima superestimada é capaz de gerar a mesma resposta, como você viu no exemplo de Maria.

O que acorre é que na autoestima superestimada a pessoa acredita que é boa demais e que outros fatores são indiferentes, assim como ocorreu com o João em sua busca por empregos que ele não era qualificado.

Então eis a questão, o que fazer para mudar a autoestima superestimada?

É isso que você vai descobrir agora.


Como trabalhar a autoestima superestimada

Assim como no caso da baixa autoestima, é válido deixar claro que ninguém tem culpa de estar com uma autoestima superestimada.

Aliás, esta condição pode gerar grandes frustrações, ansiedades e raiva.

Afinal, imagine como o João se sente após ser rejeitado de todos os empregos que ele procurou.

Porque isso ocorre? Simples, assim como a baixa autoestima, a superestimada, também vem de uma Hipnose.

Lembre que ninguém nasce se achando o maioral e com uma autoavaliação acima da realidade, em geral, essas distorções da capacidade surgem ao longo da vida com as experiências vividas.

Essas experiências mais uma vez são comunicações, que levam a percepção das pessoas a se avaliarem acima do que realmente são.

Esse tipo de Hipnose é muito demonstrada no livro Mindset, onde mostra o problema de se oferecer elogios a uma capacidade “inata” das pessoas ao invés da dedicação, demonstrando assim como isso gera uma Hipnose de autoestima superestimada.


Veja em seguida um exemplo de como essa Hipnose começa:

  • A Juliana sempre elogiava sua filha, “como você é inteligente…” Um dia a sua filha fez uma prova, tirou uma nota 10 e disse: mãe olha só, tirei 10 e nem precisei estudar. Sua mãe respondeu que foi assim porque ela é muito inteligente.

O que aconteceu? A filha de Juliana passou a ir cada vez pior na escola, afinal, como se achava muito inteligente ela não precisaria estudar, pois, na cabeça dela: estudar é coisa de gente burra e que não aprende, quem é inteligente como ela vai bem sem precisar estudar.

Isso foi o que ela aprendeu em sua experiência com a sua mãe, levando ela a uma autoestima superestimada que trouxe notas baixas em várias matérias por um longo período.

Bem, fique tranquilo, dá para superar essa situação e você verá isso agora.


Para trabalhar a autoestima superestimada também é preciso reverter essa Hipnose

Para alegria de todos, diferente da baixa autoestima, quando se trata da superestimada temos uma grande vantagem.

Ela não se retroalimenta como a baixa autoestima.

Aliás, em geral, é o contrário, no caso da autoestima superestimada é comum que ela diminua sozinha e fique equilibrada ou então, infelizmente indo direto para uma baixa autoestima.

Essa mudança acontece, pois, a percepção superestimada de nossa capacidade normalmente se transforma assim que é confrontada com a realidade.

Uma vez que vemos que não somos tudo aquilo que pensamos temos a oportunidade de ter uma visão mais real de nós mesmos, de nossas virtudes e fraquezas.

Isso é bom, pois, nos dá a chance de evoluir.


Como a Hipnose da autoestima superestimada se desfaz:

  • Lembra do escalador? Após seu acidente ele percebeu que não era tudo que pensava e com receio de passar dos limites de novo, decidiu contratar um professor para o ajudar a evoluir com segurança.
  • O João, que não conseguia os empregos, não desistiu dos cargos que queria, afinal, ele estava decidido a não pegar um trabalho de menor qualificação, porém, vendo que ele não era tudo que pensava, fez as formações que o deram qualificação para o cargo desejado, enfim ele conquistou o seu tão sonhado emprego.
  • Já a filha de Juliana não teve a mesma sorte, após ela repetir de semestre por falta estudos, agora se sentia uma burra e incapaz, o que não é verdade, afinal, ela ia muito bem nas aulas na época que se dedicava.

    Agora, com a sua baixa autoestima ela sente que nunca vai conseguir se formar, não tem mais ânimo para estudar e assim, segue indo mal na escola, quanto mais mal ela vai no colégio, pior fica a sua autoestima.

Como trabalhar a autoestima superestimada

Como você pode ver nestes 3 exemplos, o escalador aprendeu com sua experiência e tem agora uma autoestima que condiz com sua realidade de iniciante.

O João idem, após falhar em suas diversas entrevistas, notou que era preciso melhorar, sua autoestima tomou a consciência de sua real capacidade.

Aliás, como diria Carl Rogers pai da psicologia humanista, “só quando me aceito como sou, posso então mudar.”

João aceitou que ainda não estava pronto, estudou e mudou, agora ele conquistou seu emprego.

Entretanto, a filha de Juliana não teve a mesma sorte, ao invés de apenas notar que ela também precisava estudar, acabou tendo sua autoavaliação incorreta, se achando burra e incapaz.

A autoestima da filha de Juliana não condiz com a realidade e passou de uma autoestima superestimada, para uma baixa autoestima.


A autoestima superestimada – O que fazer?

Como você pode ver, em grande parte das vezes a autoestima superestimada se resolve sozinha, porém, às vezes podemos persistir nela por muito tempo ou até mesmo nos levar a uma situação de grande risco, como foi a queda do escalador.

Para evitar esse tipo de situação é preciso ter mais consciência em sua autoavaliação, só assim você vai saber se as suas ações são ou não adaptadas para alcançar determinado objetivo.

Então, separamos 3 dicas em seguida para controlar uma autoestima superestimada:


  1. Exercite a sua humildade, reconheça o que você pode melhorar.
  2. Peça a opinião de outras pessoas a respeito das suas capacidades.
  3. Aprenda a Auto-Hipnose e use a imagética para avaliar seu desempenho futuro.

Muito bem, agora que você já sabe o que é a baixa autoestima e a autoestima superestimada.

Além disso já é capaz de entender as suas relações com a Hipnose.

Sendo assim, chegou a hora de mostrar te dar algumas dicas para que você tenha a melhor forma de autoestima, a autoestima equilibrada.

Inclusive, se você quer saber porque a autoestima equilibrada é tão boa, confira nossa matéria completa:


Como trabalhar a autoestima para ter mais equilíbrio

Como você viu ao longo desta matéria, a nossa autoestima muda de acordo com as experiências de vida que temos.

Sendo assim, ninguém nasce com baixa, superestimada ou a autoestima equilibrada.

A autoestima vai se formando ao longo da vida na medida que as experiências comunicam algo para nossa percepção.

É desse modo que vamos criando uma autoavaliação de nós mesmos, sentindo mais ou menos carinho e afeto pela gente.

A autoestima é equilibrada por meio de Hipnoses boas, ou seja, aquelas que alteram a sua percepção de modo que você crie sentimentos e comportamentos bem adaptados para sua qualidade de vida.

Como ocorreu com João, que após a vida comunicar diversas vezes que ele não estava preparado para o emprego, teve sua percepção alterada de modo a gerar o comportamento adaptado de fazer as formações e se capacitar.

Sabendo de todas essas relações da Hipnose com a autoestima, mais uma vez sugerimos que você passe a usar a Hipnose em sua vida, seja fazendo a Hipnoterapia ou até mesmo aprendendo a usar a Auto-Hipnose para Viver Bem.

Além disso, antes de finalizar essa matéria, reunimos aqui mais 5 dicas para você equilibrar a sua autoestima.

Faça bom uso delas!


Trabalhar a autoestima para viver bem

Lembre que você pode usar essas dicas com os seus amigos, familiares, alunos e até em si mesmo.

  1. Tenha o costume de trabalhar a sua relevância perceptiva para ter mais facilidade de mudar as suas autoavaliações.
  2. Ao invés de elogiar um dom, por exemplo: “ser inteligente”, elogie o esforço, estudar, prestar atenção, etc;
  3. Busque as amizades que sejam verdadeiras com você, nem os puxa sacos, nem os depreciadores;
  4. Planeje atividades que vão te trazer satisfação e realização;
  5. Procure diversificar as suas atividades na vida, nem sempre vamos acertar tudo, entretanto se você tiver só uma atividade importante poderá ter grandes problemas ao falhar nela.

Além de tudo isso, segundo estudo de Jennifer Crocker da Universidade de Michigan (EUA), as melhores fontes de autoestima são ligadas a ajudar e apoiar os outros.

Ou seja, sua autoestima será maior se você se concentrar em ideais maiores, como servir a humanidade, no lugar de dar atenção apenas a coisas que tragam benefícios momentâneos.


Trabalhar a autoestima – Conclusão

Como você pode ver nessa matéria, cada forma de autoestima nos atinge de um modo diferente, sendo a autoestima equilibrada aquela que todos buscamos.

Viu as grandes relações da autoestima com a Hipnose, sem falar nas diversas dicas que trouxemos para você aprender a usar a Hipnose para melhorar a sua autoestima.

Esperamos que tenha gostado desta matéria e que por meio desta venha usar esse conhecimento a seu favor.

Caso tenha qualquer dúvida sobre alguma parte ou quer que nós abordemos algum assunto, deixe aqui seu comentário.

Além disso, aproveite para seguir nosso canal do Youtube, lá damos dicas valiosas de nossa área para contribuir em sua vida.

Um grande abraço e até logo!


0 comentários

Deixe seu comentário